Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Thu, 12 Dec 2019
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego

 
 
Lagos Team foi protagonista no Euromilhões Lisboa Dakar

Carlos Sousa/Andreas Schulz em alto nível

Terminou mais uma edição do Euromilhões Lisboa-Dakar, a prova de Todo-o-terreno, que provou que merece o título de rali mais difícil do Mundo. Carlos Sousa, fez provavelmente o melhor “Dakar” das 11 vezes em que participou na prova, nas quais somente uma vez não atingiu a meta na capital senegalesa. Apesar de já ter terminado melhor classificado (quarto em 2003) o piloto que representou o Lagos Team e correu num Volkswagen Race Touareg 2 com as cores da Galp e da TMN, esteve sempre mais próximo dos lugares cimeiros, fazendo várias exibições. Carlos Sousa e o seu navegador Andreas Schulz mostraram ter sido uma das melhores duplas da equipa Volkswagen, e merecedoras de toda admiração e respeito.

Carlos Sousa entrou com o pé direito na 29ª Edição da prova e aproveitou bem a hipótese de correr num carro idêntico ao de Carlos Sainz e Giniel de Villiers para conseguir terminar muito bem classificado. Ao liderar o Euromilhões Lisboa-Dakar nos dois primeiros dias da corrida, Carlos Sousa demonstrava que tinham de contar com ele. Depois de ter perdido a primeira posição, esteve mais quatro dias no terceiro lugar da geral, posição que só largou na sétima jornada, devido à situação, um pouco caricata, de se ter perdido do navegador após um atascanço.

“Este Lisboa-Dakar foi desportivamente o melhor das 11 participações. Gostei imenso da equipa e do Volkswagen Race Touareg 2, e conseguimos um resultado acima da realidade do nosso andamento. A nossa diferença por quilómetro para o Carlos Sainz foi bastante pequena, o que ajudou as pessoas a entender o forte andamento que impusemos. Batemos várias vezes os Mitsubishi oficiais, mas um problema de transmissão na 10ª etapa, fez-nos perder imenso tempo e a terminar o dia no 53º lugar”, referiu o piloto português.

Carlos Sousa e Andreas Schulz viveram um episódio caricato na Sétima Etapa, que lhes custou a perda de seis lugares na classificação geral: “Infelizmente o facto do Andy não saber onde eu tinha parado o carro para vir ter comigo, deve-se a termos ficado um pouco longe, mas sem hipótese de ir ao seu encontro, porque o carro voltaria a enterrar-se. Fi-lo a pé e demorou um pouco mais do que seria habitual. O assunto foi lamentavelmente deturpado pela própria organização e deu oportunidade a que muita gente aproveitasse este momento para realizar criticas infundadas”, considerou.

“Tudo passou logo no dia seguinte, onde partindo muito atrasados relativamente ao grupo da frente, conseguimos chegar ao nono lugar da etapa”, explicou Carlos Sousa.

A dupla do Lagos Team deu um verdadeiro show nas últimas quatro etapas, já na savana, andando num ritmo muito forte: “Conseguimos tirar o melhor partido das capacidades do Touareg e da fisionomia do percurso para realizar boas marcas, como foram o segundo lugar na 12ª etapa, o terceiro na 14ª e dois quartos lugares nas etapas 13 e 15”, lembrou Carlos Sousa que mostrou novamente estar no lote dos melhores pilotos do Mundo.

A dupla luso/germânica foi a segunda melhor equipa Volkswagen na classificação final, e o sétimo lugar não é de todo um espelho do que se passou nas pistas e nas dunas desta 29ª edição da prova: “Devo agradecer publicamente a toda a equipa técnica que me proporcionou um carro fantástico, ao João Lagos e à Joana Lemos que tornaram possível esta minha participação junto com a Galp Energia e a TMN, meus patrocinadores de longa data. Fazer parte de uma equipa onde está o Carlos Sainz e o Ari Vatanen constituiu um grande orgulho. Acho que fiz o meu melhor para se falar de Portugal por todo o Mundo. Fui sempre muito incentivado, desde os espectadores portugueses nas duas primeiras especiais, como depois, especialmente em Marrocos”.

DCA News, 2007-01-23
 
Pesquisar

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.