Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Wed, 26 Jan 2022
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego

 
 
Elisabete Jacinto sem mãos a medir

Equipa presente em força no Mundo Dakar

Elisabete Jacinto, juntamente com os restantes pilotos portugueses que em Janeiro próximo vão participar no Dakar, será protagonista do Mundo Dakar que este fim-de-semana animará a zona ribeirinha de Lisboa. A piloto do Team Oleoban MAN Portugal não tem tido mãos a medir com a aproximação da grande maratona africana, onde irá participar pela 10ª vez.

No último mês, Elisabete Jacinto marcou presença na inauguração do concessionário ACMAN em Mangualde, foi protagonista da campanha publicitária do Oleoban que decorre na televisão, apadrinhou o Fórum Abrigo (Associação Portuguesa de Apoio à Criança), lançou juntamente com Luís Pinto-Coelho o segundo volume do livro “Os Portugas no Dakar”, assistiu à apresentação do Dakar 2008 que teve lugar no CCB e voltou ao banco da escola para, com Pedro Grancha, dar uma aula em que o tema principal foi a grande maratona africana.

Em Gouveia o seu encontro com o Presidente da República, na inauguração do Museu da Miniatura Automóvel, teve um momento particularmente curioso quando Aníbal Cavaco Silva referiu a sua admiração pela piloto, confessando que o apresso por Elisabete se tornou maior ao verificar o aspecto franzino da mesma.

Nos dias que se seguiram a piloto e o seu MAN marcaram presença em Santo André donde rumaram para uma Volta a Portugal.

De regresso a Lisboa, Elisabete Jacinto acompanhou a entrega de 80 cabazes de Natal na escola primária da Quinta da Cabrinha, uma iniciativa da Associação Passo a Passo / Banco do Bebé. Nos próximos dias, e depois do Mundo Dakar, irá surgir como condutora do coche no casamento da Floribella, na novela da SIC. Não tem mesmo mãos a medir!

A2 Comunicação, 2007-12-07
 
Pesquisar

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.