Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Tue, 19 Mar 2019
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego

 
 
Barbosa o melhor português na Sétima Etapa

Miguel Barbosa terminou os 600 quilómetros da sétima etapa do Dakar 2010 Argentina Chile na 13ª posição da geral, igualando assim o resultado obtido ontem, mas desta feita, o melhor entre os pilotos portugueses. A especial de hoje antevia-se particularmente difícil, não só pela sua extensão mas também pela dureza do percurso, mas mesmo assim, e exceptuando dois furos, o piloto português conseguiu passar incólume a azares. A dupla Barbosa/Ramalho desce uma posição na classificação geral para 12º lugar mas a apenas 12 minutos de entrar no top 10.

Antes da partida para a mais longa etapa do Dakar 2010 as ambições dos pilotos do Mitsubishi com o número 332 na porta passavam por conseguir terminar a especial de hoje: “Era importante chegar ao final desta classificativa. Amanhã é dia de descanso e altura da equipa rever o carro para enfrentarmos o resto da prova. Estou muito contente pelo trabalho que temos conseguido fazer. Estamos a meio do rali, ocupamos o 12º lugar e não estamos muito longe do nosso objectivo”, disse Barbosa.

A sétima etapa da prova revelou-se, como era esperado, a mais dura até ao momento: “A primeira parte da classificativa nem foi muito má apesar de termos furado logo no início. Aliás, furámos por duas vezes. O percurso inicial era composto por zona de dunas mas muito rolante, o pior estava para vir depois. Após o quilómetro 170 é que começaram os problemas: o terreno era mole e com muita pedra e exigia mais de nós e do próprio carro”, continuou.

Em termos de navegação Miguel Barbosa considera que o seu co-piloto tem feito um bom trabalho: “a navegação nesta prova não é fácil mas temos conseguido contornar o problema, sobretudo porque o Miguel é muito exigente na preparação de todas as etapas. Há zonas onde nos deparamos com mais de uma rota, já nos enganámos algumas vezes, mas nunca foram situações extremas, apenas pequenos deslizes. O Miguel não tem a tarefa facilitada, mas temos dado conta do recado”, disse o Tricampeão Nacional de Todo-o-terreno.

Amanhã, o dia é de descanso e “merecido” como diz Miguel Barbosa. No Domingo, as hostilidades regressam para mais uma etapa com aproximadamente 500 quilómetros que vai ligar Antofagasta a Copiapo.

Classificação na Etapa 7:
1º Al-attiyah/Gottschalk – Volkswagen com 5h41m29s
2º Peterhansel/Cottert – BMW a 3m29s
3º Sainz/Cruz – Volkswagen a 4m21s
….
13º Barbosa/Ramalho – Mitsubishi a 1h22m6s

Classificação após a Etapa 7:
1º Sainz/Cruz – Volkswagen com 26h21m23s
2º Al-attiyah/Gottschalk – Volkswagen a 11m03s
3º Miller/Pitchford – Volkswagen a 2m06s
….
12º Barbosa/Ramalho – Mitsubishi a 4h40m25s

Rute Vieira, 2010-01-08
 
Pesquisar

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.