Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Sat, 16 Dec 2017
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego

 
 
Final de etapa complicado ditou 13º lugar para Miguel Barbosa

A 11ª Etapa do Dakar 2010 que hoje teve lugar marcou o regresso da prova a solo argentino. Apesar da classificativa ter apenas 220 quilómetros o seu nível de exigência foi sempre bastante elevado com a altitude a ser o principal adversário das máquinas. A dupla Miguel Barbosa/Miguel Ramalho teve igualmente em bom plano até bem perto do final da especial quando o Mitsubishi Racing Lancer MPR-13 voltou a acusar problemas de pressão de gasolina. Os pilotos lusos viriam assim a terminar a etapa no 13º lugar da classificação mantendo o 12º posto à geral.

A exigência da etapa de hoje colocou à prova pilotos e máquinas com alguns a serem mais felizes que outros: “Tal como ontem, o dia estava-nos a correr bastante bem, se um único problema a assinalar. Mas a 30 quilómetros do final, o nosso carro voltou a sentir problemas na pressão da gasolina, o que nos obrigou a ir até ao final em ritmo muito lento”, explicou Miguel Barbosa.

A tão poucos quilómetros do final a preocupação passava única e exclusivamente por chegar ao final: “Ficámos obviamente decepcionados mas sabíamos que o melhor seria rodar lentamente até ao fim. Isso fez-nos perder bastante tempo mas pelo menos chegámos e os danos não foram assim tão elevados”, continuou.

O Dakar 2010 tem sido para Miguel Barbosa e Miguel Ramalho feito de altos e baixos, mas os pilotos portugueses mantém a confiança e optimismo: “Infelizmente temo-nos deparado com alguns problemas que de alguma forma têm condicionado a nossa prestação. Mas o Dakar é isto mesmo. E há que saber lidar com as situações. E penso que nós temos sabido fazer uma boa gestão dos momentos bons e maus para manter o optimismo e força de vontade para lutar, etapa a etapa, por um resultado melhor. Temos ainda três dias de prova pela frente e a única certeza que temos é que vamos estar na luta”, concluiu o piloto português.

A 12ª etapa vai decorrer já totalmente em solo argentino num troço mais longo que os dois anteriores com 476 quilómetros contra o cornómetro que ligam San Juan a San Rafael.

Classificação na Etapa 11:
1º Chicherit/Thoener – BMW com 2h34m51s
2º Terranova/Maimon – Mitsubishi a 30s
3º De Villiers/Von Zitzewitz – Volkswagen a 39s

13º Barbosa/Ramalho – Mitsubishi a 12m06s

Classificação após a Etapa 11:
1º Sainz/Cruz – Volkswagen com 39h16m55s
2º Al-attiyah/Gottschalk – Volkswagen a 4m28s
3º Miller/Pitchford – Volkswagen a 23m50s

12º Barbosa/Ramalho – Mitsubishi a 6h17m06s

Rute Vieira, 2010-01-13
 
Pesquisar

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.