Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Sat, 20 Oct 2018
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego

 
 
Dois BMW com apoio Delta Q no Top 10

Ricardo Leal dos Santos foi o mais rápido em prova

Dois BMW X3 CC da equipa oficial X-raid, onde o símbolo da Delta Q surge bem visível na frente e na lateral, estão nas primeiras posições do Dakar, disputadas que foram as 10 primeiras etapas da mais importante prova de todo-o-terreno do mundo.

Na etapa de ontem o duo Stéphane Peterhansel / Jean-Paul Cottret esteve quase a ganhar a especial com o seu BMW X3 CC, mas o francês acabou por não o conseguir devido a ter cometido uma série de pequenos erros a poucos quilómetros do final e acabou em 3.º lugar.

Peterhansel manteve uma sólida quarta posição absoluta 1h39m32s atrás de Attiyah. O piloto do Qatar aumentou a sua vantagem sobre o rival Carlos Sainz que passou para 12m37s.

“Estou desapontado porque esta não foi uma boa especial para nós, cometemos demasiados erros,” disse Peterhansel. <b>“Começámos a atravessar as dunas, perdemo-nos e ficámos enterrados quando tentámos atravessar mal um rio seco. Atacámos, mas cometemos muitos erros.”<b>

Já para a dupla Ricardo Leal dos Santos e Paulo Fiúza o destaque vai para a evolução notória da equipa que conquistou pela primeira vez uma sexta posição em etapas do Dakar. O par português está a imprimir um ritmo cada vez mais elevado e ao nível dos primeiros classificados.

Na etapa de ontem, Ricardo Leal dos Santos chegou a ser o mais rápido em prova depois de na fase inicial da corrida mais conturbada. O piloto luso terminou a etapa a 30m51s do vencedor depois de no WP4 (km 121) ter passado a perder 33m21s.

“Apostámos em parar para baixar a pressão dos pneus e acertámos numa pista mais rápida. Correu bem. Sinto-me cada vez mais à vontade na condução do BMW X3 CC e creio que estamos a corresponder ao que a equipa esperava de nós”, destacou Ricardo Leal dos Santos.

“A presença da Delta Q neste Dakar tem sido um sucesso, pois para além da parte desportiva são muitos os pilotos que já não dispensam um café e preferem claramente o sabor desta marca genuínamente portuguesa”, salienta o piloto português.

A2 Comunicação, 2011-01-13
 
Pesquisar

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.