Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Sat, 25 May 2019
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego

 
 
14ª etapa do Lisboa/ Dakar

Carlos Sousa a um dia da consagração

Na penúltima etapa do Lisboa/Dakar, a caravana de carros, motas e camiões enfrentou 634 quilómetros em terras senegalesas, onde a perícia dos navegadores voltou, mais uma vez, a ser da maior importância. Nesta tirada que ligou Tambacounda a Dakar, onde será disputada amanhã uma última etapa. Como tem sido hábito, os pilotos portugueses com veículos Nissan voltaram a demonstrar um excelente desempenho e enorme determinação.

Apesar de ter sofrido um ligeiro atraso hoje, Carlos Sousa continua a ser o melhor português na tabela geral, mantendo-se seguramente na 7ª posição. O piloto de Almada chegou mesmo a ultrapassar Stephan Peterhansel, mas um pequeno azar impediu-o de manter a posição. “Não foi fácil”, confessou Carlos Sousa, explicando que “estivemos cerca de vinte quilómetros a levar com o pó do carro do Peterhansel até o conseguirmos passar. Passámos o primeiro controlo de passagem na sexta posição, mas infelizmente desta vez o meu navegador, Lurquin, cometeu um erro que nos fez cair para o 15º tempo da etapa”. De facto, este resultado não afectou de qualquer maneira a posição da dupla na geral e tudo indica que vai mesmo terminar a prova amanhã entre os 10 primeiros. “Estamos perto de alcançarmos um bom resultado, novamente nos melhores 10 e desta vez só com pilotos oficiais das grandes marcas na nossa frente”, assinalou. No final da etapa, Carlos Sousa não se esqueceu de louvar os seus compatriotas que também participaram nesta dura prova: “Estou satisfeito por liderar este grupo, que levou até Dakar uma excelente representação de grande qualidade. Eles são os verdadeiros heróis desta prova.”

Pedro Gameiro e Pascal Gambillon voltaram a ter um dia difícil nas pistas africanas. A 60 quilómetros do final da especial, quando a dupla avançava com um bom ritmo, partiu-se o diferencial do seu carro e o atraso foi inevitável. “Esta prova foi sempre cheia de peripécias”, comentou Gameiro que enfrenta o desafio Dakar pela segunda vez, “se hoje não me acontecesse mais uma não seria real. O diferencial da frente partiu mas conseguimos terminar calmamente a especial”. Apesar das dificuldades que sentiu ao longo de todo o evento, Pedro Gameiro encontra-se satisfeito com o seu desempenho: “Estou com uma forte sensação de dever cumprido. Estivemos muito empenhados em conseguir terminar esta prova, e o nosso esforço é revelador disso. Foi uma dedicação quase brutal mas que no final espero seja cheia de alegrias.”

Também com um veículo Nissan, o concorrente nº 329 terminou o dia com a 13ª melhor marca do dia, assegurando assim o 21º lugar na geral.


Classificação Geral após a 14ª Etapa (com destaque para os pilotos portugueses)

1º Alphand / Picard Mitsubishi 53h47m32s
2º De Villiers / Thorner VW Touareg a 17m53s
3º Roma / Magne Mitsubishi a 1h50m38s
(…)
7º Carlos Sousa / Jean-Marie Lurquin Nissan Navara a 5h40m11s
(…)
21º Miguel Barbosa / Miguel Ramalho Nissan Pathfinder a 23h38m02s
(…)
38º Machado / Flament Toyota a 39h42m07s
(…)
41º Inocêncio / Barreiros Mitsubishi a 41h45m03s
(…)
44º Carapeta / Corticadas Bowler a 42h47m36s
(…)
45º Leal dos Santos Mitsubishi a 44h44m14s
(…)
50º Pedro Gameiro / Pascal Gambillon Nissan Patrol a 51h05m05s
(…)
57º Ferreira / Madaleno Land Rover a 59h29m50s
58º De Matos / Magalhães Land Rover a 59h31m32s
59º Medeiros / Rosado Land Rover a 60h27m36s
(…)
66º Lima / Marques Toyota a 75h14m51s

GoodNews, 2006-01-14
 
Pesquisar

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.